4 Sacadas SIMPLES Para Estudar Inglês Com Prazer

 

O aprendizado de um idioma não é algo que acontece do dia para a noite. Se falaram isso para você, mentiram. Sorry! :(

Por esse motivo, encontrar motivação para permanecer firme e forte nos estudos pode ser algo desafiador.

Estudar inglês não é para ser chato, muito pelo contrário! Quanto mais prazer você encontrar, maior será sua absorção e menos tempo você vai gastar.

 

LEIA TAMBÉM:
 

Veja dicas que irão ajudar você ter prazer nos estudos:

1. Motiv-AÇÃO

Se você morre de tédio durante as aulas de inglês, e não vê sentido no que está estudando, esse pode ser um grande impeditivo para você alcançar a fluência.

Para driblar esse tédio você precisa ter muito claro na sua mente o seu Motivo da Ação (Sua Motiv-Ação).

  • Alcançando a fluência, o que vai mudar na sua vida?
  • Por que a fluência é algo importante na sua vida?

O seu professor ou a sua Coach (no caso EU) podem até te INSPIRAR, mas jamais vão te MOTIVAR. Porque a motivação não é algo externo, é interno.

É você que vai atingir o objetivo e é a sua vida que vai mudar!

  • Você tem clareza do quão incrível será sua vida quando for um “Cidadão do Mundo”?
  • O que você está perdendo por não ser fluente?
  • Você tem noção do poder que você tem em suas mãos, ao ser capaz de ler notícias, livros, artigos, em primeira mão em inglês, sem precisar esperar a “coisa boa” chegar traduzida aqui ou depender de alguém para isso?
  • Pesquisas atuais dizem que 95% da população não fala inglês fluente, como você vai se sentir quando estiver fazendo parte dos 5%?
  • Sem falar que você será tratado de “igual para igual” com outros profissionais que já tem a fluência, o que isso representa na vida?

Eu trouxe algumas perguntas para você refletir e buscar a sua motivação, o objetivo aqui é fazer você refletir sobre algumas possíveis conquistas. Não se limite a elas, pense em suas próprias conquistas. Combinado?

2. Vença a distração

Quando você estuda algo que você não gosta a reação natural do seu corpo é a fuga e como consequência vem a distração e a procrastinação.

Na reação de fuga, o corpo busca plausibilidade para trocar imediatamente de tarefa. O que você precisa fazer é evitar que essa reação de fuga aconteça.

Primeiro: Estudar com um monte de páginas da Internet abertas e com o celular perto de você é um prato cheio para fuga. Solução: livre-se deles. Simples assim! Ahh, e para achar motivo para se livrar deles volte no passo 1 desse guia.

Segundo: Crie blocos de estudo. Ao terminar, forneça uma recompensa para você mesmo! Pode ser dar uma olhadinha no celular, por exemplo! :)

Eu gosto de blocos de 30 minutos de estudo com 10 minutos de intervalo. Mas aqui não existe regra de tempo viu? Você tem que encontrar o que funciona para VOCÊ!

3. Seu cérebro é obediente

Se você acreditar que a fluência é difícil e que você não consegue atingi-la, seu cérebro vai ser completamente obediente ao que você acredita.

Sabe quando você começa a estudar, e vem aquela “vozinha” no seu ouvindo dizendo:

  • Viu como é difícil?
  • Não adianta, esse negócio não entra na sua cabeça, desiste!
  • Mais um curso de inglês? Você não desiste não? Já não percebeu que isso não é para você?

Pois é, enquanto você der voz a esse diálogo interno “do mal”, você vai ficar em um ciclo de derrota e desistência.

Como superar isso?

Uma das formas é silenciar o seu “Zeca Urubu” todas as vezes que esses pensamentos tentarem tirar o seu foco.

Agora me diz, quem vai vencer essa guerra, você ou o seu “Zeca Urubu”?

4. Aprenda a estudar direito

Você vai com muita sede ao pote todas as vezes que vai estudar, e com a mesma intensidade que começa, desiste?

Talvez você faça isso porque quer se livrar logo do martírio, e alcançar sua fluência o mais rápido possível, e talvez isso não tenha dado certo até agora.

Uma das estratégias da PNL(Programação Neurolinguistica) que eu mais amo é:

“Se for muito grande, divida”

Isso serve para qualquer objetivo que se deseja alcançar na vida, inclusive a fluência.

Você pode querer considerar montar um plano de estudos que contenha subdivisões, dependendo do seu nível de proficiência. Quanto mais divido, melhor. Quebre ele em “pedaços” e vá avaliando a sua evolução a cada marco alcançado.

Aliás, quero falar com você sobre evolução. Você mensura suas conquistas? Ou é só quando você faz a tal da “prova no cursinho” que você mensura o quanto você evoluiu ou não?

Se você não tem metas bem especificas e não comemora ter alcançado cada uma delas, esse é a primeira grande razão para o fracasso!

Fonte: Vânia Paula >> http://bit.ly/2zYsIuD

Fale como um nativo: 20 Expressões Idiomáticas Inglesas Essenciais


Quer falar como um nativo?

Clique aqui e veja essas 20 expressões que preparamos pra você! 

 

Fale inglês agora!
Preencha o formulário:

Me retorne: Telefone (manhã)Telefone (tarde)Telefone (noite)